top of page
Buscar

Sobre erro e perfeição

Atualizado: 21 de mar. de 2021

Você acredita que algo perfeito esta livre de erros? Essa semana refleti bastante sobre encerramento de ciclos e sobre os erros que cometi até chegar onde estou. Lembro da minha arrogância ao achar que estava 100% certo e os outros é que estavam errados. Passei rapidamente pela culpa e vergonha, mas consegui transmutar isso em riso, pois hoje eu sei que entre o certo e o errado existem múltiplas variáveis, e no passado eu só estava tentando me proteger.


Nessa reflexão lembrei da faculdade. Em 2015 eu estava travado com meu TCC pois não queria escrever algo só para acabar com aquilo. O resultado foram dois anos de muitas experiências “aleatórias”, incluindo depressão, ansiedade e falta de grana. Por mais desafiador que tenha sido, me ajudaram a chegar no meu tema: Poéticas do Erro. Aprendi bastante sobre a construção de nossos sentidos e como eles afetam nossas percepções e também aprendi sobre a importância do erro em nossas vidas.

David  de Michelangelo, uma escultura considerada uma perfeição, porém retrata um homem desproporcional.

É importante reconhecer os seus erros, reconhecer que talvez você ainda erre algumas vezes e que está tudo bem! A nossa sociedade briga a séculos com o natural e nos enfia garganta abaixo uma ideia equivocada de perfeição. Os próprios ditos Deuses e Santos, foram removidos de sua humanidade, como se nunca tivessem feito nada de serem perfeitos. Essa ideia só te afasta da possibilidade de se tornar melhor do que poderia ser e te mantém no sofrimento, afinal: “só sendo perfeito, então pra que tentar?”


Somos parte da natureza e assim como ela, temos ciclos. Finais seguidos de recomeços. Não somos trens avançando por caminhos predefinidos, somos livres para escolher e fazer curvas. Quanto mais conhecimento sobre nós e humildade sobre nossos erros, mais fácil e rápido se torna o processo de recalcular a rota e se aproximar de uma realidade mais alinhada com a nossa essência e desejos.


Em cada início, ganhamos a oportunidade de fazer diferente, se soubermos reconhecer o que fizemos de errado. E ao invés de nos chicotearmos pelos erros cometidos nos ciclos anteriores, que tal definirmos estratégias para fazer melhor no próximo?


A minha proposta é que você escolha a realidade que quer viver a partir de agora. Peça perdão pelo que for necessário, se perdoe e siga em frente com as ferramentas que tiver ao seu alcance até encontrar novas.


Se tiver alguma dúvida ou dificuldade com isso, é só me perguntar nos comentários, vai ser um prazer ajudar.


46 visualizações

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page